Notícias

A PRISA junta-se à campanha #aliadosdelosODS promovida pela Rede Espanhola do Pacto Mundial

20-09-2019

PRISA se suma a la campaña #aliadosdelosODS promovida por la Red Española del Pacto Mundial

O objetivo da campanha #aliadosdelosODS é fazer as vezes de altifalante para se obter um efeito multiplicador e para que se divulgue e trabalhe a Agenda 2030.

Por ocasião do 4º aniversário da aprovação da Agenda 2030 com os seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a PRISA junta-se à campanha #aliadosdelosODS para apoiar a difusão destes Objetivos das Nações Unidas, em colaboração com a Rede Espanhola do Pacto Mundial, iniciativa a que pertence. Os ODS propões acabar com a pobreza e com a fome, reduzir as desigualdades e dar resposta a desafios urgentes, como as alterações climáticas. Para cumprir tão ambiciosa Agenda, chegou-se a acordo de que é necessária a participação de todos: os governos, as empresas, a sociedade civil e os cidadãos de todo o mundo. A sua força provém do caráter universal do acordo e da ambição das suas 169 metas. Atingi-las requer um esforço sem precedentes por parte de todos os setores da sociedade e as empresas têm um papel muito importante a desempenhar neste propósito.

Em 2008, a PRISA aderiu ao Pacto Mundial das Nações Unidos, passando em 2013 a ser parceira da sua Rede Espanhola. Em 2016, a Rede Espanhola do Pacto Mundial escolheu a PRISA para fazer parte do seu Comité Executivo. Desde a aprovação da Agenda 2030, em 2015, além da sua aposta na promoção dos Dez Princípios, a PRISA tem-se esforçado por alinhar a sua gestão corporativa com os ODS, encontrando assim novas oportunidades de negócio, melhorando o relacionamento com os seus grupos de interesse e promovendo a inovação.

Neste sentido, a PRISA estabeleceu uma série de compromissos e melhores práticas alinhadas com a sua estratégia. Entre elas, destaca-se com especial relevo Planeta Futuro, a secção do EL PAÍS dedicada ao desenvolvimento sustentável. Desde o momento do seu lançamento, em janeiro de 2014, tomou como eixo os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) estabelecidos pelos países-membros da Organização das Nações Unidas em 2000, para depois adotar como marco os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) aprovados em 2015, alargando as suas temáticas a outros aspetos do desenvolvimento humano, como os efeitos da globalização, os grandes desafios em matéria de alimentação, saúde, emprego ou educação, a inovação e a tecnologia como motor para o desenvolvimento ou as alterações climáticas. Os conteúdos são produzidos por dezenas de jornalistas e colaboradores do EL PAÍS espalhados por todo o mundo, assim como por especialistas de numerosas organizações que contribuem com análises cujo objetivo é enriquecer o debate público em torno de temas fundamentais para a cidadania.

Planeta Futuro nasceu de uma aliança criada em 2013 entre o jornal EL PAÍS e a Fundação Bill & Melinda Gates, que apoia financeiramente o projeto até à data, para promover o debate público em torno de assuntos relacionados com a pobreza e o desenvolvimento, a desigualdade, a justiça social e a sustentabilidade do planeta, agindo como dinamizador de valores igualitários, participativos e solidários, e dando voz tanto às ONG (Secção "Primera Línea"), como a personalidades e líderes mundiais (Secção "Red de Expertos").

Esta aliança foi ampliada em fevereiro de 2016, quando a FAO e o jornal EL PAÍS assinaram um acordo com o objetivo de melhorar a informação sobre questões relacionadas com a fome, a agricultura e a alimentação. Ainda na mesma linha, juntaram-se ao projeto novos parceiros como a UNICEF, para impulsionar a informação sobre os problemas, os desafios e as oportunidades da infância em todo o mundo, e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para chamar a atenção para os avanços e desafios da região da América Latina e das Caraíbas.

Graças a este tipo de alianças, Planeta Futuro é um produto único e pioneiro em alianças com filantropos e organizações para levar a cabo um trabalho de informação e divulgação sob os critérios da ética jornalística, verídica e relevante sobre o desenvolvimento sustentável. Desde a sua criação, tem estabelecido constantes alianças e redes com mais de 200 organizações, ONG ou instituições, colaborando também em eventos, cursos, debates, conferências, etc., com o objetivo principal de divulgar a Agenda 2030.

A PRISA apoia a campanha #aliadosdelosODS para, com base no seu próprio compromisso de atuação com os ODS, servir de altifalante e obter um efeito multiplicador para que se divulgue e trabalhe a Agenda 2030.

Com este tipo de iniciativas, a Rede Espanhola do Pacto Mundial e as suas organizações associadas procuram também contribuir para o objetivo nacional estabelecido pelo Alto Comissariado para a Agenda 2030, dependente da Presidência do Governo, de que toda a cidadania conheça os ODS no ano de 2020.

 

https://elpais.com/elpais/planeta_futuro.html

Regressar às notícias

Ir para o início da página