Notícias

EL PAÍS chega aos 110 000 assinantes depois de lançar o modelo de pagamento digital

07-09-2020

  • Whatsapp
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Google+

Em apenas quatro meses, o jornal diário somou 64 200 assinantes exclusivamente digitais, o que o situa como líder do mercado da imprensa em Espanha

O lançamento, no passado dia 1 de maio, do modelo de assinatura digital representou para o EL PAÍS um grande marco no seu processo de transformação como empresa jornalística. Um avanço que só pode ser ilustrado com número quatro meses depois. O EL PAÍS soma já 110 000 assinantes, dos quais 64 200 são exclusivamente digitais.

Além deste grupo maioritário, incorporado desde o mês de maio, 37 923 são assinantes da edição impressa e 7842 do Kiosko y Más, a réplica digital do jornal em papel. Os assinantes do jornal impresso têm, por sua vez, acesso a todos os conteúdos na Internet — quase metade foram registados —, mas, tal como os do Kiosko y Más, o EL PAÍS não os considera assinantes exclusivos digitais em honra de uma total transparência com o mercado.

Os números, que o EL PAÍS torna públicos pela primeira vez, colocam-no à frente, de forma destacada, de todos os jornais em Espanha no caminho que a indústria considera como a única fórmula possível para tornar sustentáveis grandes meios profissionais de informação de qualidade. Num momento especialmente complexo, a diversificação das fontes de receitas é a solução para garantir o futuro. A publicidade continua a ser um elemento crucial na equação, mas insuficiente com as turbulências do setor: a queda da publicidade impressa ao longo da última década, a forte concorrência das grandes plataformas pela fatia digital e o remate da pandemia tornaram ainda mais necessário que o modelo económico, num meio aceleradamente digital, se consolide no apoio de uma comunidade de leitores comprometida e, em paralelo, numa publicidade de maior qualidade que aproveite o conhecimento acerca do utilizador.

O EL PAÍS conta com uma equipa de mais de 400 jornalistas e com a maior rede de correspondentes de língua espanhola do mundo, com quatro redações especialmente vastas: em Madrid, Barcelona, Cidade do México e São Paulo. Fundado em maio de 1976, o ADN do EL PAÍS é global, europeu e cada vez mais americano — 20% dos novos assinantes já vem de fora de Espanha.

Regressar às notícias

Ir para o início da página