Notícias

EL PAÍS lança sua assinatura digital

02-03-2020

Nas próximas semanas, o EL PAÍS passará por uma das mudanças mais importantes de seus quase 44 anos de vida. Como consequência da evolução do setor para um entorno predominantemente na Internet, o jornal implantará um modelo de assinatura digital com o objetivo de se tornar sustentável e com vistas ao futuro de um jornalismo profissional, de alta qualidade e com alcance global. Em 2019, pela primeira vez o EL PAÍS obteve mais faturamento com a publicidade digital que com a impressa. Mas, diferentemente do que ocorre com o jornal em papel, que o leitor assina ou compra nas bancas, o site permanecia gratuito, apesar de oferecer todos os conteúdos criados pelos jornalistas do EL PAÍS. Para garantir que o projeto possa continuar crescendo em cobertura e profundidade, mantendo uma ampla oferta temática e especialização e contando com muitos dos melhores jornalistas em língua espanhola e portuguesa do mundo, o jornal evoluirá para um modelo de assinatura digital, ao mesmo tempo em que a edição impressa mantém toda a sua relevância, especialmente na Espanha.

O EL PAÍS trilha o rastro de grandes veículos globais e de prestígio. The New York Times, The Washington Post, Financial Times, Le Monde, The Guardian, Wall Street Journal e Corriere della Sera já iniciaram esse caminho, com notável sucesso na maioria dos casos. Graças a essa nova fonte de faturamento, muitos deles aumentaram suas equipes, reforçaram sua rede de correspondentes, investiram em investigação, em vídeo e em inovação, e, acima de tudo, se mantiveram à tona enquanto a crise golpeava títulos que não conseguiram se transformar sob a pressão da revolução digital.

O EL PAÍS sempre teve uma forte comunidade de leitores, comprometidos, diversificados, com certo olhar sobre o mundo, e é com eles que construirá o futuro. Nossos leitores formam a maior comunidade entre todos os meios de comunicação em espanhol, comentam as informações e as compartilham. Também são nossos primeiros e mais leais críticos. Através do site, dos aplicativos, das newsletters e das redes sociais, o EL PAÍS chega a cada segundo a qualquer lugar onde houver uma conexão à Internet, e está presente na Cidade do México (23 jornalistas compõem a redação central para as Américas) e em São Paulo (15 jornalistas elaboram a edição em português). Em Madri, na rua Miguel Yuste, onde o jornal tem sede desde o seu nascimento, e em outros pontos da Espanha, trabalham para todas as suas plataformas quase 380 jornalistas, além de um importante número de profissionais nas áreas de produto, tecnologia, marketing, negócio e administração.

Fundado em 1976, o EL PAÍS é o jornal informativo geral mais vendido da Espanha e o site líder em idioma espanhol no mundo, além de ser o veículo mais influente e mencionado segundo diversas pesquisas de opinião. Com a mudança de modelo, os leitores poderão assinar a edição digital global do jornal por 10 euros ao mês. Num segundo momento, os leitores do Brasil terão um preço diferenciado para acessar somente as notícias em português. Por enquanto, o EL PAÍS Brasil continua aberto. Para a edição global em espanhol, o preço do primeiro mês será de um euro, sem compromisso de permanência. Dentro dos diferentes modelos de assinatura digital existentes, o EL PAÍS aposta no chamado poroso, a ser implantado globalmente: os leitores poderão acessar 10 artigos por mês gratuitamente, e um contador irá mostrando quanto falta para atingirem o limite e solicitar que assinem para continuar lendo. Paralelamente, para alguns artigos continuará sendo necessário se registrar, gratuitamente. Os atuais assinantes da edição impressa terão acesso à edição digital sem pagar nada a mais. Essa grande mudança é o início de um novo e emocionante caminho, um passo imprescindível para sustentar o melhor jornalismo e continuar servindo à sociedade.

Regressar às notícias

Ir para o início da página