Notícias

Os Prémios AS celebram a excelência desportiva na sua 13ª edição

11-12-2019

Los Premios AS celebran la excelencia deportiva en su 13ª entrega
  • Whatsapp
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Google+

Os Prémios AS do Desporto celebraram, na passada terça-feira, 3 de dezembro, a sua 13ª edição, que teve lugar no Hotel NH Collection Madrid Eurobuilding, reconhecendo a excelência desportiva, tanto no panorama espanhol como a nível internacional.

Os galardoados foram, entre outros, LaLiga, com menção particular ao Real Madrid e a Lionel Messi, à seleção espanhola de basquetebol feminina e masculina, e a Ona Carbonell. Além disso, a cerimónia prestou homenagem à falecida esquiadora Blanca Fernández Ochoa.

O primeiro prémio da noite foi para o futebolista uruguaio Diego Forlán, vencedor do prémio AS América, entregue por Alejandro Martínez Peón, em honra da sua trajetória desportiva repleta de êxitos no futebol internacional. O prémio AS América foi para o ciclista colombiano Egan Bernal, que se tornou, a 28 de julho, o primeiro latino-americano a conquistar a Volta a França.

O prémio AS Arábia reconheceu o êxito do atleta de saltos em altura catarense Mutaz Essa Barshim, que tem apenas 28 anos e venceu a medalha de ouro do salto em altura no Mundial. Outro célebre atleta de saltos que foi galardoado na cerimónia foi o cubano Javier Sotomayor, que se retirou em 2001, mas ainda detém o recorde mundial do salto em altura. Sotomayor recebeu, no final da noite, o Prémio Lenda.

A cerimónia homenageou a esquiadora Blanca Fernández Ochoa, falecida em agosto. A sua irmã, Lola, assistiu à gala para receber o reconhecimento por parte de toda a equipa do AS e admitiu durante o agradecimento: “A nossa família quintuplicou-se, porque recebemos mensagens de apoio de toda a Espanha e outros sítios”.

Na continuação, foi entregue o Prémio Fair Play a José Lucas Mena, treinador da equipa de futsal Aspil-Vidal Ribera Navarra, pelo seu desportivismo em campo ao ordenar à equipa que se deixasse marcar ao reparar que o guarda-redes rival estava lesionado.

A nadadora Núria Marqués, que no próximo ano participará nos Jogos Olímpicos de Tóquio e venceu uma medalha de ouro e outra de prata nos Paralímpicos, além das 12 medalhas mundiais, foi eleita a melhor atleta paralímpica. Alba Vázquez, outra nadadora e campeã mundial e europeia júnior de 400 metros estilos de natação, de 17 anos, recebeu o Prémio AS Promessa.

Por último, a nadadora Ona Carbonell esteve entre os célebres desportistas que foram galardoados com o Prémio AS do Desporto. Carbonell, que detém o recorde feminino com mais medalhas nos Mundiais de Natação, 23 no total, agradeceu ao jornal por continuar “a viabilizar o caminho e a dar voz aos valores do desporto”.

Outro dos prémios em destaque foi o Prémio Trajetória, entregue ao patinador espanhol Javier Fernández. Fernández, que se retirou este ano, foi bicampeão mundial de patinagem no gelo, com sete medalhas de ouro europeias e uma medalha olímpica de bronze.

Entre os grandes desportistas que assistiram, o ex-jogador de basquetebol Jorge Garbajosa, agora presidente da Federação, arrecadou o Prémio AS do Desporto pelo basquetebol espanhol em nome de “todos os que trabalham no basquetebol”. Outro atleta galardoado com o Prémio AS do Desporto foi Toni Bou, o piloto de trial que ostenta 26 campeonatos do mundo.

Na categoria do Prémio AS do Desporto, a LaLiga foi reconhecida no seu 90º aniversário. Dentro deste galardão, os premiados de destaque foram o Real Madrid, o clube mais laureado (33 títulos); Lionel Messi, que não pode assistir à gala, mas foi reconhecido como maior goleador da LaLiga (427 golos) e cujo prémio foi recebido pelo diretor do AS, Vicente Jiménez; o futebolista Joaquín, como jogador no ativo com mais jogos (530 jogos); e, finalmente, Luis Aragonés, como o homem com mais épocas de presença na LaLiga, somando os seus jogos como jogador (15 anos) e treinador (25), e cujo prémio foi recebido na gala pelos filhos Luis e Moqui.

Por último, o presidente da Federação Espanhola de Ténis, Miguel Díaz, recebeu o Premio AS do Desporto, que foi concedido à equipa espanhola da Copa Davis e apresentado pelo Ministro da Cultura e do Desporto em funções, José Guirao.

Regressar às notícias

Ir para o início da página