Notas de imprensa

O Conselho de Administração do EL PAÍS ratifica a nomeação de Javier Moreno como diretor

19-06-2020

El Consejo de Administración de EL PAÍS ratifica el nombramiento de Javier Moreno como director
  • Whatsapp
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Google+

O Conselho de Administração do EL PAÍS ratificou esta manhã a nomeação de Javier Moreno como diretor do jornal, em substituição de Soledad Gallego-Díaz. Moreno assumirá o comando amanhã. De acordo com o Estatuto da Redação do EL PAÍS, a designação foi submetida a uma votação consultiva da Redação, que apoiou a nomeação.

Javier Moreno nasceu em Paris em 1963. É licenciado em Química –especialidade Industrial – pela Universidade de Valência (1989). Exerceu a profissão na Alemanha - BASF, Ludwigshafen - até 1992, data em que frequentou o Mestrado em Jornalismo UAM-EL PAÍS. Trabalhou inicialmente na secção de Economia do jornal e em 1994 entrou para a edição do México, o embrião do atual EL PAÍS América, como chefe da redação do então Distrito Federal. Após o seu regresso a Espanha em 1997, juntou-se à secção de Internacional. Em 1999 foi nomeado chefe da secção de Economia e em 2002 foi correspondente do jornal em Berlim. Em 2003 foi nomeado diretor do jornal económico Cinco Dias.

Em 2005 retornou a EL PAÍS, inicialmente como subdiretor a cargo da edição dominical, e posteriormente como diretor-adjunto. Em 2006, coincidindo com o 30º aniversário do jornal, foi nomeado diretor, cargo que exerceu até maio de 2014. Nesses anos, o jornal levou adiante a primeira grande reforma da edição impressa desde a sua fundação. Também fundiu as redações impressa e digital para lançar a atual edição digital.

A redação participou em exclusivas internacionais como os cabos secretos do Departamento de Estado dos EUA, junto com o The New York Times ou The Guardian; a exclusiva conhecida como Chinaleaks, bem como relevantes informações nacionais como os papéis de Bárcenas, entre muitas outras. Em 2013 lançou a edição América deste jornal.

Após deixar a direção do EL PAÍS em 2014, Moreno foi o diretor-fundador da Leading European Newspaper Alliance (LENA), que reúne sete jornais líderes na Europa (Le Figaro, Le Soir, Tages-Anzeiger, Tribune de Genève, Die Welt, La Repubblica, Gazeta Wyborcza e EL PAÍS). Dirigiu a Escola de Jornalismo UAM-EL PAÍS de dezembro de 2017 a junho de 2018, data em que foi nomeado diretor do EL PAÍS na América, com sede na Cidade do México.

Soledad Gallego-Díaz, que continuará vinculada a EL PAÍS colaborando habitualmente nas suas páginas, cobriu com um indiscutível sucesso os dois anos de direção a que se comprometeu quando assumiu a máxima responsabilidade do jornal. A sua atuação envolveu o repeito pelos valores fundacionais que inspiram EL PAÍS e uma revitalização das melhores práticas do jornalismo abordado no Livro de Estilo do jornal. Além disso, lançou o modelo de assinatura do jornal, que está a funcionar desde o passado dia 1 de maio. 

Regressar às notícias

Ir para o início da página